Letras / letra R / Roberto Leal

  1. 1. a Dança Do Siriá - Siriá, meu bem siriá. Estava dormindo, vieram me acordar. Siriá, meu bem siriá. Estava dormindo, vieram me acordar. Se eu soubesse, não vinha do mato. Pra tirar sarará do buraco. Se eu so
  2. 2. a Dança Do Tiro Liro - Tiro Liro Liro é tudo muito giro Tiro Liro Liro igual eu nunca vi Tiro Liro Liro é feito prá dançar Tiro Liro Lá, então vamos cantar (2x) No domingo se vai a festa E alegria vai ser meu
  3. 3. A Festa Ainda Pode Ser Bonita - Roda, roda, vira, olha se roda bem Mas que raio de festa que eu não encontro ninguém Roda, roda, vira, olha se roda bem Procurei por todo o lado, não há festa, não há fado E não há nada pra ningu
  4. 4. A Mais Linda Rosa - Quem de déra ter essa linda rosa Que linda rosa do teu jardim Não vi nascer outra mais formosa Essa linda rosa Nasceu pra mim Sei que fui eu quem te viu primeiro Nesse canteiro, ó lind
  5. 5. Adeus Ao Fado - (roberto Leal / Márcia Lúcia) - Foi numa noite de farra Que eu deixei a guitarra Com amigos meus Foi numa noite de alegria Que tão louco mal sabia Dei ao fado meu adeus E a esse amigo dei desprezo Ao coração o s
  6. 6. Adeus Padrinho - Eu já vou-me embora não me prenda não Adeus padre, meu padrinho dá-me à benção (bis) Eu sigo pelos caminhos de Deus Não tenho medo não vou me perder Levo comigo os conselhos teus
  7. 7. Adulzinda - Ó Adulzinda se tu vais pra Portugal Não te esqueças de trazer de lá pra mim Uma cachopa que seja bem ajeitada Uma chouriça bem curada E um galho de alecrim Traze-me um lato de azeite de
  8. 8. Agosto Em Portugal - Agosto em Portugal, a gente fica contente! Agosto em Portugal, há lugar pra toda gente. Do Algarve até Bragança, é a mesma alegria. Agosto em Portugal, uma festa em cada dia! De re
  9. 9. Ai, Ai, Ai - (roberto Leal / Márcia Lúcia) - Ai, ai, ai hoje eu quero é cantar Ai, ai, ai quem comigo vai dançar Ai, ai, ai quem tristeza não quer ter Ai, ai, ai vem comigo aprender Do amor não tenho queixas E nem da vida também
  10. 10. Ai Mouraria - Ai, Mouraria Da velha Rua da Palma Onde eu um dia Deixei presa a minha alma Por ter passado Mesmo ao meu lado Certo fadista De cor morena Boca pequena E olhar troçista Ai, Mour
  11. 11. Ai! Que Saudades - Ai! Que saudades que eu tenho De alguns anos atrás (bis) Da minha terra querida Com meus amigos leais Ai! Que saudades que eu tenho Da f
  12. 12. Ai! Verdinho, Meu Verdinho - Ai! Verdinho, meu verdinho Já saíste da videira (bis) Escorrega devagarinho Apaga-me esta fogueira
  13. 13. Aleluia (Novo Mandamento) - Aleluia - aleluia - hare, hare, aleluia Aleluia - aleluia - hare, hare, aleluia Novo mandamento eu vos dei: amai-vos como eu vos amei E quem for fiel à minha lei o que pedir a mim eu farei Aleluia
  14. 14. Além da Vida - Se existir algum lugar Além da vida, que vais deixar Vem por favor, me avisar Não me perguntes como eu vou te encontrar Não vás chorar, quando partir O meu amor vai te seguir
  15. 15. Anjo da Liberdade - Muito obrigado por estas palavras Importantes para mim que é. Com a sua sinceridade infinita Hora que Tu me escolhestes E que sabe confiar até o fim. Lembrastes sempre de mim Lute pelos s
  16. 16. Ao Anjo da Humildade! - Maravilha que Deus te criou Aquela que tem a Missão a cumprir. Reconhecida pela sua beleza eterna Importante para Ele que possas seguir. Amada por aqueles que te amam eternamente. Com a
  17. 17. Aonde Eu Vou - De que adianta a vida Se eu não posso caminhar De que adianta a vida Se eu não posso te amar Fecharam todos os caminhos Que eu podia te encontrar Aonde eu vou? Aonde eu vou? Hoje
  18. 18. Apenas Canções - (roberto Leal / Márcia Lúcia) - Tu sabes bem quem eu sou Sabes quão pequeno sou E minhas limitações Canto apenas canções Porque tão grande missão Entregaste em minhas mãos Meu Deus não posso, falhar contigo Eu bem
  19. 19. Arrebita - Ai coxopa se tu queres ser bonita! Arrebita, arrebita, arrebita!...(2x) Casei com uma Gabriela Por ela ter muita guita Agora minha espinhela Arrebita, arrebita, arrebita! Ai caxopa
  20. 20. As Pernas da Carolina - Ai! As pernas da Carolina Ai!Ai!Ai! Não são grossas nem são finas (bis) As pernas da Carolina De beleza sem igual Não são grossas nem são finas Quand
  21. 21. Bailinho Da Madeira - Ó Clarinha, as pintas da tua blusa São de cor tão vermelhinha Que o vinho verda infusa Ó Clarinha, da-me um pouco do teu vinho Encha a minha canequinha Que é dia de São Martinho Vamos
  22. 22. Bate O Pé - Ai Bate o Pé! Bate o Pé! Bate o Pé! Ai Bate o Pé! Faça assim como eu Ai Bate o Pé! Bate o Pé! Bate o Pé! Foi assim que meu amor Me prendeu...(2x) Fui a festa de vinhais O bai
  23. 23. Bate o Pé - Ai Bate o Pé! Bate o Pé! Bate o Pé! Ai Bate o Pé! Faça assim como eu Ai Bate o Pé! Bate o Pé! Bate o Pé! Foi assim que meu amor Me prendeu...(2x) Fui a festa de vinhais O bai
  24. 24. Bigorrilho - Lá em casa Tinha um bigorrilho Bigorrilho fazia mingau Bigorrilho foi quem Me ensinou A tirar O cavaco do pau... Trepa Antônio O siri tá no pau Eu também sei tirar O cavaco do
  25. 25. Bonequinha Japoneza Iê Iê Iê - Bonequinha Japoneza O teu nome é iludir Eu fiz está melodia Com amor pensando em ti (bis) Tu estas longe de mim Mas pertinho eu quero está Sem
  26. 26. Bonita Lenda - Am Isso tudo era um dia Isso tudo era um dia Jamais se amaginou Que logo acabará E que tanto amor pra mim Em Jamais se ouvirá Am E porque ela não me entende Em Am
  27. 27. Brasil - Conheço um lugar onde há um sorriso Cristo Redentor saúda quem vier de braços abertos no seu paraíso um lugar de paz e amor pra quem vier e lá tem floresta tem o pantanal tem Rio de Ja
  28. 28. Canção do Mar - Fui bailar no meu batel Além no mar cruel E o mar bramindo Diz que eu fui roubar A luz sem par Do teu olhar tão lindo Vem saber se o mar terá razão Vem cá ver bailar meu coraçã
  29. 29. Canção Para Amália - Lenda ou fado eu já não lembro Sei que das flores nasceu Mito, voz de um país De criança eu sempre quis Te conhecer Amália Na tristeza dos teus olhos No ombro o teu xale apertado Tu
  30. 30. Canção Para Meus Filhos - Vai... e faz de sua vida uma canção, Vai ... segue o destino do seu coração Vai viver, que essa luz sempre há de te guiar, quando olhar para trás eu estarei aqui, sempre que precisar. Seu dia vai che
  31. 31. Canções do Meu País - Se ter saudade é defeito Eu trago sempre comigo Tantas lembranças no peito Tento esquecer não consigo Como estará minha Terra E os trigais que eu plantei As oliveiras da Serra E a ca
  32. 32. Caninha Verde - Ó minha caninha verde Ó minha verde caninha (bis) Hoje eu vou prá tua casa Porque tem gente na minha (bis)
  33. 33. Canta Contente (hava Nagila) - (a.z. Indelson / Versão: E. Carlos) - Canta contente, canta Contente canta, pois tua vida é uma canção Canta contente, canta contente canta E faz bailar teu coração Canta o teu labor Teus pais e o teu amor E teus amigos br
  34. 34. Canta Meu Povo - Canta meu povo, canta Canta que eu quero ver Canta meu povo, canta Que alegria de viver (bis) Oh moça da ribeira Canta as águas do teu
  35. 35. Caravela do Amor - Fiz um barco lindo todo de prata e carmim Com mastros de ouro e na proa um jardim Preguei borboletas nas quatro velas que eu icei Pra minha caravela eu te chamei te chamei Vem amor vamos v
  36. 36. Carimbó Português - Vem! Vem! Vem! Vem! Vem Já! Vem! Vem! Vem! Vem! Vem Já! Vem dançar o Carimbó Português Vem agora que vai começar Vem dançar o Carimbó Português Vem agora que vai começar... Esta da
  37. 37. Casa Portuguesa - Numa casa portuguesa fica bem Pão e vinho sobre a mesa Mas se à porta humildemente bate alguém Senta-se à mesa com a gente Fica bem esta franqueza, fica bem E o povo nunca desmente Que
  38. 38. Cheira a Lisboa - Lisboa já tem Sol mas, cheira a Lua Quando nasce a madrugada sorrateira E o primeiro eléctrico da rua Faz coro com as chinelas da Ribeira Se chove cheira a terra prometida Procissões têm
  39. 39. Chora Carolina - Chora, chora, chora carolina que esse choro é bom de chorar canta, canta, canta, carolina quando tem vontade de cantar um coração magoado não consegue disfarçar uma dor que vem no pei
  40. 40. Chora, Carolina - Um coração magoado. Não consegue disfarçar. Uma dor que vem no peito. Uma vontade de chorar. Mas às vezes é preciso. Não se deve segurar. E brilha mais o sorriso. Depois de desabafar
  41. 41. Clarinha - Ó Clarinha As pintas da tua blusa São de cor tão vermelhinha Do vinho ver da infusa Ó Clarinha Da-me um pouco do teu vinho Encha a minha canequinha Que é dia de São Martinho Vam
  42. 42. Comadre Girinha - Oh comadre és tão girinha, nunca vi coisa igual (bis) Dança, dança ligeirinha, o vira de Portugal (bis) Quando ela gira eu penso que vai cair Ela percebe e me olha a sorr
  43. 43. Como É Linda a Minha Aldeia - Como é linda a minha aldeia É tão linda a minha aldeia, o lugar onde eu nasci Sob a luz de uma candeia, lembro a terra onde eu vivi É tão lindo o amanhecer, cai o sol sobre as verdades Lá
  44. 44. Como É Linda Minha Aldeia - É tão linda a minha aldeia, o lugar onde eu nasci Sob a luz de uma candeia, lembro a terra onde eu vivi É tão lindo o amanhecer, cai o sol sobre as verdades Lá não pudeste viver, hoje choras de saudad
  45. 45. Cozido Á Portuguesa - O manjerico O manjerico Pega a toalha ó comadre e põe na mesa O manjerico O manjerico Que está saindo um cozido á Portuguesa (x2) Lá vão batatas a ferver na panela Um galhinho de mo
  46. 46. Dá Cá Um Beijo - Fui me confessar, naquela capelinha. O que eu disse ao padre, ninguém o advinha. Ninguém advinha, não advinha não. O que eu disse ao padre, na minha confissão. Dá cá um beijo, dá cá, dá cá
  47. 47. Desabafo - Por que me arrasto a seus pés ? por que me dou tanto assim? e por que não peço em troca nada de volta pra mim ? por que é que eu fico calado enquanto você me diz palavras que me machucam p
  48. 48. Descer Da Cruz - Difícil é viver a sombra de alguém como eu Alguém que já desde criança só problema deu Os maus pedaços de ser mãe você viveu por mim Mas filho de
  49. 49. Descer da Cruz (part. Esp.: Coral do Teatro Municipal De São Paulo) - Ave Maria, Ave Maria Ave Maria, Ave Maria Difícil é viver à sombra de alguém como eu Alguém que já desde criança só problemas deu Os maus pedaços de ser mãe você viveu por mim Mas filho
  50. 50. Dez Portugueses Sem Jeito E Um Bacalhau Na Sacola - Eu sou português Vim de Portugal Nasci nas vinhas do norte, no Vale da Porca Longe da capital Vinha cansado da inchada junto com nove irmãos Dez portugueses sem jeito dentro de um avi
  51. 51. Dia De Reis - Bailinho da Madeira - Oh! Meu amor vem pra fora Vem ver a festa chegar Hoje é Dia de Reis A dança vai começar Este bailinho vai até o sol raiar Este bailinho pode até te divertir Quem está fora quer entr
  52. 52. Diga O Que É - Diga o que é O maior bem desta vida Não a coisa parecida, Veja se eu tenho razão Diga o que é Eu sou rico sem dinheiro A fortuna que eu lhes falo Não está no bolso não Diga o q
  53. 53. É Por Amor - É por amor, amor Orgulho e felicidade Por esses mares eu vou, (eu vou, eu vou) Bis Em busca da fraternidade Sobre as ondas do mar... (do mar, do mar) Vão caravelas ao vento Mostrar nos descobr
  54. 54. Era O Fado Meu Amigo - Era ainda bem criança Já os meus passos marcavam Cadências que o Fado tem Tão cedo quis o destino Na minha voz de menino Ouvir o Fado também
  55. 55. Estou Pensando Em Ti! - Quero escrever com a minha sinceridade O que eu sinto por você agora. Por favor, Não faça partir o Coração Mas também Não quero que vá embora. Quando estou muito triste Jamais poderá sai
  56. 56. Eu Só Penso Em Você! - Quero dedicar esta palavra Com toda a minha sinceridade. Declaro com clareza, dizendo: Porque eu te amarei de verdade. Vou abrir diretamente o meu Coração Para dizer o que posso sentir.
  57. 57. Eu Vou Seguir-te Até O Fim! - Minha querida, quero declarar-te com a minha clareza O que eu tenho muito em te falar neste momento. Por isso, quero explicar as palavras mais sinceras Para que eu viva contigo e que eu tenha o
  58. 58. Fatamorgana - Vejo um fogo em seu olhar E ela me leva a delirar Sinto seu corpo a dançar E me quer, e me quer enfeitiçar Mas acho que ela só quer bailar Não acho que quer me amar Filha de Alá, vou t
  59. 59. Filho do Homem - Ele trazia nos olhos As dores do mundo inteirinho Seu sorriso era amargo e triste Mas nas mãos ele tinha carinho Ele trazia no peito A esperança do mundo inteirinho Mas seus pés tão ca
  60. 60. Fim Dos Tempos - (roberto Leal / Márcia Lúcia) - Quem já estiver nos campos, não volte prá trás Quem estiver no engado, a casa não vá Falta nenhuma fará tudo que ali deixar Não a riquezas que possam te acompanhar Quem estiver na cidade,
  61. 61. Foi Preciso Navegar - Foi preciso navegar Roberto Leal / Márcia Lúcia Voa mais forte que o vento Paixão deste meu pensamento Não me deixe sentir naufragado E me leva de volta ao passado Entre as nuvens densas da saudade
  62. 62. Fora da Lógica - Refrão I Ele é fora da lógica, a lógica não bate Nele quando está Faltando vinho, Ele manda entregar água é a natureza Dele. Ele é fora da lógica e as coisas que Ele faz até parecer uma Loucura,
  63. 63. Foram Tão Grandes Teus Reis - (roberto Leal / Márcia Lúcia) - Foram tão grandes teus reis E grande foi tua história E quem há de reviver O teu passado de glória (bis) Quem descobriu o Brasil - não, não fui
  64. 64. Frankenstein - Roberto Leal / Márcia Lúcia) - As coisas simples desta vida Meus bons tempos de rei do futebol Meus passeios pelas ruas Ir aos campos pra ver nascer o sol Minhas curtas calças velhas Meu anzol e meu chapéu E os vadi
  65. 65. Grândola, Vila Morena - Grândola, Vila Morena Terra da fraternidade O povo é quem mais ordena Dentro de ti, ó cidade! Dentro de ti, ó cidade! O povo é quem mais ordena Terra da fraternidade Grândola, Vila M
  66. 66. Há Um Lugar - Há um lugar Só pra nós, a esperar Oh! Há! Mas você Já não quer mais me escutar Vai seu destino, procurar Vai o novo amor Tente encontrar Mas eu sei Que vais voltar Pois aqui é
  67. 67. Hino da Portuguesa - Os Campeões Vamos à luta, ó campeões, Hão de vibrar os nossos corações, Da tua glória, toda a certeza, Que tu és grande, ó Portuguesa. Vamos á luta, ó campeões, Há de brilhar a cruz de te
  68. 68. Hino da Portuguesa de Desportos - Vamos à luta, ó campeões Hão de Vibrar os nossos corações Na tua glória, toda Certeza Que tu és grande, ó Portuguesa Vamos à luta, ó Campeões Há de brilhar a Cruz dos teus brasões E tua bandeira verd
  69. 69. Hino Lusa - Vamos à luta, ó campeões Hão de Vibrar os nossos corações Na tua glória, toda Certeza Que tu és grande, ó Portuguesa Vamos à luta, ó Campeões Há de brilhar a Cruz dos teus brasões E tu
  70. 70. Hippie - Eu só quero ser feliz Levar a vida, que eu sempre quis Liberdade, paz e amor Curtir meu som, pra onde for Hippie! Hippie! Passo a vida a cantar Hippie! Hippie! Dono da terra e do lua
  71. 71. Imigrante - Tantos sonhos são desfeitos Uma mão que afaga o peito Seu filho que vai partir Pra longe vai o imigrante Pra outra terra distante Outro caminho a seguir Mal olha ao sol e ao navio Ao co
  72. 72. Lembre-se De Mim Por Onde Passar! - Quero escrever-te agora mesmo Com toda a minha Sinceridade. Abrirei o meu coração a Ti Para que eu possa dizer a verdade. Desde que eu te connheci Vi o seu jeito de ser. Aquela que me
  73. 73. Linda Gajinha - Ai que Linda Gajinha Tu tens lá fora Junto a Ribeirinha (bis) Tem olhos meigos E os pés descalços Na saia preta o avental caído em
  74. 74. Lisboa Antiga - Lisboa velha cidade, cheia de encanto e beleza Sempre a sorrir tão formosa E o vestir sempre airosa No branco véu da saudade cobre o rosto, linda princesa Olhai senhores esta Lisboa de out
  75. 75. Lisboa, Não Sejas Francesa - Não namores os franceses Menina Lisboa Portugal é bom às vezes Mas certas coisas não perdoa Vê-te bem ao espelho Desse honrado e velho Que tão bom exemplo atrai vai Toma este leal co
  76. 76. Madeira, Porto Dourado - Ó Madeira! Ó Madeira! Quantas vezes ao dia Navegam nas tuas águas Barcos cheios de alegria Mas deixam a tua terra Levando os filhos teus Que só mais tarde entendem A dor que faz um a
  77. 77. Malapas da Tia Anita - As Malapas da tia Anita São verdes que eu nem sei (bis) Por causa dessas Malapas Quantas corridas eu dei
  78. 78. Marrabenta - Marrabenta, Marrabenta Eu dancei com meu amor Marrabenta, Marrabenta Africana sim senhor (bis) Ao som de tambores numa noite de luar
  79. 79. Me Ensina A Bailar - Ai, eu vi aquele olhar, no meio da multidão Como eu fui ficar assim, alguém que me deixa louco, que me deixa louco só de olhar pra mim Os teus olhos são como uma jóia rara, que eu conheci, conheci em
  80. 80. Meia Lua Inteira - Meia lua inteira sopapo na cara do fraco Estrangeiro gozador cocar de cocqueiro baixo Quando engano se enganou São Dim Dom Dão São Bento Grande homem de movimento Martelo no Tribunal Sumi
  81. 81. Menina Faceira - Toda vez que eu vejo ela na ladeira Tá vendendo vinho, vinho da madeira Ela mexe comigo, mexe comigo, com meu coração Ai, menina linda, não faz assim comigo não Ai, menina linda, não faz assi
  82. 82. Menina Faceira - Toda vez que eu vejo ela na ladeira Tá vendendo vinho, vinho da madeira Ela mexe comigo, mexe comigo, com meu coração Ai, menina linda, não faz assim comigo não Ai, menina linda, não faz assi
  83. 83. Mensagem De Natal - Como é bom poder estar aqui Para agradecer a Deus E aos homens Por todo um ano de alegrias Chegando o Natal Chega o momento de olhar para trás E ver que todas as sementes plantadas
  84. 84. Meu Limoeiro - Meu limão, meu limoeiro, não fui eu quem o plantou. Meu limão, meu limoeiro, não fui eu quem o plantou. Foi alguém que gosta muito e a semente ali deixou. Foi alguém que gosta muito e a semante
  85. 85. Meu Povo Cantando - (roberto Leal / Márcia Lúcia) - Eu sonhei um dia um sonho tão lindo Que baixava sobre o meu país E nas ruas tanta gente sorrindo E contente minha terra feliz Não havia discórdias nem medos As crianças soltas pelos jard
  86. 86. Meu Regresso - Há de ser na primavera. Quando o sol dourar os montes. E após tão longa espera. Vou beber a água das fontes. Há de ser de manhãzinha. Para não acordar meu povo. Vou beijar-te terra min
  87. 87. Meu Tempo É Curto - Meu tempo é curto Já chega a hora Só vim dizer que eu Já vou embora Sigo sozinho Seja aonde for No meu caminha vai Só quem me der amor Não, não vá pensar Que eu vim aqui Prá
  88. 88. Meus Amores - Tenho um amor em são Paulo Au! Ai! Tenho outro lá em Minas Ai! Tenho outro lá em Minas Tenho um amor na Bahia Au!Ai! Tenho outro mais acima Ai! Tenho outro mais acima Mas eu
  89. 89. Mexe Mexe - Festa na roça é pra lá de bom O sanfoneiro é quem comanda o som A gente dança moda sertaneja tomando cerveja e comendo batom À meia noite nada é proibido Mulher casada troca de marido
  90. 90. Milho Verde - Milho verde, milho verde Das noites de desgarrada (bis) Do milho rei, na desfolhada (bis) Tu me lembras n
  91. 91. Minha Aldeia - (roberto Leal / Márcia Lúcia) - Lembro-me da primavera Lembro dos prados em flor De uma certa cerejeira E do meu primeiro amor O verão me lembra festas E os trigais já doirados As ceifas e as desfolhadas E o verdin
  92. 92. Minha Cruz - Quem à de me entender Quem à de me ouvir Hoje eu vou morrer Quem vai impedir Nem meu pai quer me ajudar Se nem eu vou escapar Como eu vou salvar vocês Saiba de uma vez Não é fác
  93. 93. Minha Guitarra - Estou cansado desta vida Vou embora, eu quero sair daqui Só levo a minha guitarra Companheira amiga, eu quero lhe ouvir Quero vibrar assim Sentir você em mim Você me entende, eu sei
  94. 94. Minha Ilha (casatchok) - Surge ao largo um monte verdejante Dez colinas em volta a bailar Já se avista um novo horizonte É uma ilha ao longe a flutuar (bis) Mil bandeiras tre
  95. 95. Minha Terra - Ai que saudades tenho Da terra em que eu nasci Da pátria tão distante Jamais esqueci Dos sinos da aldeia Chamando o verão Trazia o peito aberto Minha mente vazia Meus pés no chão
  96. 96. Mocinha da Cidade - As mocinhas da cidade São bonita e dançam bem. - 2X Dancei uma vez com uma moreninha... Já fiquei querendo bem! - 2X Se o sol já vai entrando E a saudade vem atrás, - 2X Vou buscar aquela linda moren
  97. 97. Mocinhas da Cidade - As mocinhas da cidade São bonitas, dançam bem. (bis) Eu dancei uma vez com uma moreninha... Já fiquei querendo bem!
  98. 98. Momento do Amor - Sinto chegar o momento do amor Que eu sempre procurei evitar Mas como criança, sem forças prá lutar Eu me rendo, ante a força deste olhar Qual o mistério desse amor, que me atrai Veja o
  99. 99. Moreninha Linda - Meu coração tá pisado Como a flor que murcha e cai Pisado pelo desprezo Do amor quando se vai Deixando a triste lembrança Adeus para nunca mais Moreninha linda do meu bem querer É tr
  100. 100. Mulher Vencedora - Muito tempo declaro que é escolhida Por Deus Aquela que transmite as palavras com Amor. Reconhece a sua força e enfrenta as dificuldades Importante para Ele e vencendo com o seu Valor. Anjo d
  101. 101. Na Beira do Rio - À beira do rio plantei Flores que eu não pude colher (bis) E em trás os montes deixei Os amigos que eu amei E que não pude rever
  102. 102. Na Casa da Mariquinha - Hoje eu quero ver rodar A saia da Mariquinha (bis) Eu fico sentado no chão Só prá ver suas rendinhas
  103. 103. Na Casa De Um Português - Estes versos que eu canto Trazem de volta o encanto De coisas que eu vi tanta vez Falam de um homem valente Do amor à sua gente Da casa de um português
  104. 104. Não Esconda Mais - Olha! Não esconda mais Que o seu amor, eu já perdi Fico a imaginar Qual foi o erro que eu cometi Não sei, não sei Porque você quer me enganar É bem melhor já me contar Que você não m
  105. 105. Não Esquente a Cabeça - Se a garota lhe interessa não esquente a cabeça Tome mais uma cerveja pra você se animar A menina vai compreender que você desejaria amar Não esquente a cabeça não, timidez não é fatal Se
  106. 106. Não Fique Triste - Não fique triste com a vida Se ela não cooperar O tempo vai correr E as coisas vão mudar Não fique triste, pois se seu sorriso Não sumir O mundo vai sorrir Com você Você não
  107. 107. Não Há Depois - Desculpa-me ligar agora Pois sei que não podes falar Deixei-te de mim, e és senhora Hoje tens outro em meu lugar Quando deixei-te eras tão minha Tantas promessas de esperar E não pudes
  108. 108. Não Me Dê Conselhos - Não me dê conselhos que eu fico louco E por mais que fales prá mim é pouco E deixa que a minha sorte eu decida Eu bem sei o que é melhor prá minha vida Ao meu coração não podes ordens dar
  109. 109. Nau De Paz - Vento barco vai partir é hora de tomar de içar as velas brancas e recomeçar Vem sentir a emoção de uma idéia tão feliz de elevar de novo as cores do nosso país Hoje os mares são os mesm
  110. 110. Nem Às Paredes Confesso - Não queiras gostar de mim Sem que eu te peça Nem me digas nada que ao fim Eu não mereça E vê se deitas depois Culpas no rosto Eu sou sincero Porque não quero Dar-te um desgosto
  111. 111. Neste Natal - Neste Natal Há tanta gente Sem um amor Sem um presente Neste Natal Tente ser bom, com alguém Tente amar Sem ter que comprar Neste Natal Quando a ceia for começar Abra o port
  112. 112. No Alto da Serra - (zé Béttio) - Ah! Se eu pudesse ter todas as flores Ah! Se eu tivesse um campo de alecrim Abrir os olhos, ver todas as cores Da natureza sempre junto a mim Solto nos campos, junto à minha terra Se eu
  113. 113. No Tempo da Vovó - Que gostoso o tempo da vovó Do bondinho de um cavalo só Chacoalhando todo mundo De palheta e guarda sol Do cinema mudo com, com Carlito A fazer sorrir e gargalhar Com o seu jeitinho d
  114. 114. Noite Chuvosa - Balada - Noite tão fria Você tão distante E eu só Sem ter paz um só instante A chuva que cai Aumenta está dor Parece que chora O fim deste amor Porque meu Deus Ela partiu Deixando a
  115. 115. O Dia Em Que Meu Pai Casou - Uma grande romaria Uma festa na Ribeira Manuel casou com a Maria Dançaram a noite inteira (bis) Oi vira Maria! Oi vira Manuel! Casados na Te
  116. 116. O Grande Plano - Meu Deus, tu me quiseste ver Antes de tudo começar Na Terra você vai nascer Jesus você irá Chamar O plano fizemos então De como o mundo salvar Eu só queria te ser bom Do resto tu ias
  117. 117. O imigrante - Tantos sonhos são desfeitos Uma mão que afaga o peito Seu filho que vai partir Pra longe vai o imigrante Pra outra terra distante Outro caminho a seguir Mal olha ao sol e ao navio Ao coração dar-lhe o
  118. 118. O Malhão - O malhão, malhão Que vida é a tua O malhão, malhão Que vida é a tua Comer e beber, ó pirim-pim-pim Passear na rua Comer e beber, ó pirim-pim-pim Passear na rua O malhão, malhão,
  119. 119. O Malhão - Folclore Português - O malhão, malhão Que vida é a tua O malhão, malhão Que vida é a tua Comer e beber, ó pirim-pim-pim Passear na rua Comer e beber, ó pirim-pim-pim Passear na rua O malhão, malhão
  120. 120. O Melro - Plantei um milho no relvado Veio um Melro se assentou (bis) O Melro sai de cima Que meu milho desfolhou (bis)
  121. 121. O Milagre De Santo Ambrósio - (roberto Leal / Márcia Lúcia) - Na pequena capelinha Tanto tempo se passou Uma nuvem tão branquinha A um cego luz deixou Cantai Hosanas Deus escuta a nossa voz Cantai Hosanas Deus não se esqueceu de nós Santo
  122. 122. O Navegante - (roberto Leal / Márcia Lúcia) - Um navegante um dia se pôs ao mar Por ordem de El Rei Teve medos sombrios, mas no seu peito A vitória é lei Largou o cais tão certo de que a história Ia modificar Por mares nunca dante
  123. 123. O Porto Canta - Quero ver barcos de proa em festa Que vêm de longe os teus pés beijar Sentir no ar um cheiro de pesca E ver o porto sorrir pro mar Quero aquecer-te num caldo verde E uma guitarra a me ab
  124. 124. Ó Rama Ó Que Linda Rama - Ó RAMA Ó QUE LINDA RAMA Ó RAMA DA OLIVEIRA O MEU PAR É O MAIS LINDO QUE ANDA AQUI NA RODA INTEIRA QUE ANDA AQUI NA RODA INTEIRA AQUI E EM QUALQUER LUGAR Ó RAMA Ó QUE LINDA RAMA Ó RAMA DO OLIVAL EU
  125. 125. Ó Rama, Ó Que Linda Rama - Ó rama ó que linda rama Ó rama da oliveira O meu par é o mais lindo Que anda aqui na roda inteira Que anda aqui na roda inteira Aqui e em qualquer lugar Ó rama ó que linda rama Ó rama do olival Não
  126. 126. O Velho E O Mar - Certo dia sobre a areia Vi a maré cheia seus versos levar Tive medo das palavras sábias Carregadas pro fundo do mar Pega o remo, solta a rede Quem o vê não sabe O que em sua mente vai
  127. 127. O Vinho - Era o vinho, era o vinho, era o vinho Era a coisa que eu mais adorava Enquanto eu bebia A vida pra mim parava (duas vezes) O tempo que leva a vida Não me leva a mim também Eu quero
  128. 128. Obrigado Brasil (pra Gente Sambar) - Ela diz que eu não sou brasileiro, Que meu canto é estrangeiro E que o samba eu canto mal Diz que sou ingrato a esta terra E já declarou guerra À minha terra natal Ai, meu amor
  129. 129. Ora Vira - Ora vira, vira, vira Ora vira sem parar (bis) Quantas volta dá a vida Onde eu hei de te encontrar
  130. 130. Os Peregrinos - Sua fé é chama, brilha mais que o sol ardente E os peregrinos seguem pela estrada em frente Não temem perigos caminhando noite e dia Ninguém os vê cair Deus é seu guia Esta legião de homen
  131. 131. Penso Em Ti a Cada Dia! - Quero te declarar agora mesmo Com toda a minha Sinceridade. Com as minhas palavras posso dizer Porque eu te amarei de Verdade. Quando eu estou muito sozinho O meu Coração não para de bat
  132. 132. Pintor Dos Ideais - Pintor espanhol que fez a os quadros Aqueles que são os mais bonitos. Bbom gênio de figuras legais Lembrado pelos artistas conhecidos. O mais reconhecido pelo mundo inteiro. Pessoa que é
  133. 133. Poeta da Sinceridade - Feito a imagem e semelhança de Deus Eescolhido para completar esta Missão. Respeitado e querido por suas letras Ninguém as escreve com toda a perfeição. Anjo que foste para o Céu Nunca escr
  134. 134. Pout Pourri - Diga o que é (Dr. Alberto Janes – Adapt. Márcia Lúcia / Roberto Leal) Diga o que é Uma ordem desta vida Não é coisa parecida Veja se eu tenho razão Diga o que é Eu sou rico sem di
  135. 135. Procurando Tu - Morena diga onde é que tu tava onde é que tu tava - onde é que tava tu Passei a noite procurando tu procurando tu - procurando tu Eu vivo triste, meu amor me beija mesmo que não seja bei
  136. 136. Que Bela A Vida - Um certo homem deixa sua terra um dia e pensa Que bela a vida! E parte em busca de um sonho, alegria e pensa Que bela vida! Na euforia de partir pra um mundo novo só pensa Que bela vida! Pois distant
  137. 137. Raio X - Às vezes eu penso Que as pessoas tem Raio X, na vista Olham pra mim e se perguntam Se me compram a prazo ou a vista Não olham pra ver se eu sou bom ou ruim Minha conta bancária já lhes d
  138. 138. Recado a John Lennon - Ei tu! Que eu não pensei Que estas canções fosse esquecer Relembro e encontro dentro de mim Um pouco de ti de um tempo feliz Ei tu! Puseste ao chão A bandeira da minha geração E lembra
  139. 139. Rock Vira - Roberto Leal / Márcia Lúcia) - Devagarinho eu danço o puladinho Mas por favor, não me deixem pular só E quando eu tomo um caneco de vinho Se for preciso danço até um rock'n roll Eu tenho um jeito de ser tão animado E
  140. 140. Rosinha Lavadeira - A Rosinha lavadeira Que na minha rua mora (bis) É linda e tão faceira É moça, mas não namora (bis)
  141. 141. Saia a Girar - Tem, tem, tem quanta saia a girar Tem, tem, tem quanta saia a girar Tem, tem, tem toda a noite a bailar Tem, tem, tem toda a noite a bailar Lá vão coletes, saias pretas e tamancos
  142. 142. Senhora da Serra - Nossa Senhora, Senhora da Serra Guia da minha terra guarda o meu chão Nossa Senhora venho aqui de novo Para o meu povo eu peço proteção (bis) E mostra a todos os
  143. 143. Só Nós Dois - Só nós dois é que sabemos O quanto nos queremos bem Só nós dois é que sabemos Só nós dois e mais ninguém Só nós dois avaliamos Este amor forte e profundo Quando o amor acontece Não p
  144. 144. Tenho Que Lutar - Você me iludiu Quando disse, que me amava E eu sem saber Como louco, acreditava Agora percebi Que tenho que lutar Esquecer é o melhor E nem mais pensar Agora que você não quer m
  145. 145. Terra Da Maria - Eu vou, eu vou lá pra terra da Maria Eu vou, eu vou lá pra terra da Maria Quem quiser venha comigo pois eu volto qualquer dia Quem quiser venha comigo pois eu volto qualquer dia Trago meus
  146. 146. Terra Santa - Na terra santa onde vivi outrora A alma canta e a felicidade mora O melro voa e espalha nos trigais Um canto livre, tão livre não vi mais Viva quanto tempo Deus der pra viver Nunca esta
  147. 147. Todas Me Querem (folclore Português) - Disse adeus a minha Terra Disse adeus a São Lourenço Não te disse adeus a ti Porque sabes o que eu penso Todas me querem Eu quero alguém Quero meu amor Não quero mais ninguém Todas
  148. 148. Trás Os Montes - Eu nasci em Trás os Montes Ao pé da serra, ao pé da serra E aprendi desde bem cedo, A viver da terra, viver da terra Fiz pão do trigo cegado Aprendi a sentir o vinho nas videiras E a s
  149. 149. Tudo Isto É Fado - Perguntaste-me outro dia Se eu sabia o que era o fado Eu disse que não sabia Tu ficaste admirado Sem saber o que dizia Eu menti naquela hora E disse que não sabia Mas vou-te dizer agora
  150. 150. Uma Casa Portuguesa - Numa casa portuguesa fica bem Pão e Vinho sobre a mesa Mas se à porta humildemente bate alguém Senta-se à mesa com a gente Fica bem esta franqueza, fica bem E o povo nunca desmente Que
  151. 151. Uma Tarde No Circo - Vem passar, uma tarde no circo Vem cantar, de alegria e de dor Vem lembrar, tempo nunca perdido Vem tentar, reviver o amor Vem recordar no palhaço Seus sonhos guardados e decepções
  152. 152. Vamos Caminhar (samson & Delilah) - Vamos minha amada De mãos dadas passear Neste dia lindo Só nós dois vamos amar Na, na, na, na, na, na – Na, na, na, na, na, na Na, na, na, na, na, na – Na, na, na, na, na, na Nada
  153. 153. Vem Amar - Toda vida eu te procurei Sempre, sempre te dealizei E agora que te encontrei Sou feliz e vou dizer porque Tão difícil de se encontrar Um alguém que a gente possa amar Entregar sem se a
  154. 154. Vem Prá Roda - Enquanto o meu coração Ai viver de fantasia A quem me quiser ouvir Vou levando alegria Enquanto forças tiver E o mundo puder rodar Eu estarei aqui, estarei ali Sempre a cantar
  155. 155. Verde Gaio - O vinho vem da videira A água veio da fonte O amor que eu tenho comigo Eu trouxe de trás os montes Olha o verde gaio, olhe o zás traz traz Queira meu amor que sou bom rapaz Olha o verd
  156. 156. Verde Que Te Quero Verde - Verde que te quero verde. Verde te quero verdinho. Verde que te quero verde. Verde te quero verdinho. Toma lá, dá cá o teu. Que é dia de São Martinho. Toma lá, dá cá o teu. Que é dia de
  157. 157. Verde Vinho - Ninguém na rua, na noite fria, só eu e o luar Voltava a casa, quando vi que havia luz num velho bar Não hesitei, fazia frio e nele entrei Estando tão longe da minha terra, tive a sensação de
  158. 158. Viagem a Lisboa - Está saindo um avião E no coração Vai tanta alegria Vou matar tanta saudade Da mocidade Que lá vivi um dia Levo a bordo a esperança E como criança Eu rio a toa Pois da jane
  159. 159. Viva Portugal - Viva! Viva! Viva Portugal. Viva! Viva! Viva! Viva Portugal. Viva a cachopa e a sua saia rodada Viva a Alfama bairro alto e Moraria E viva o Porto guitarras em desgarradas E ao vinho verd
  160. 160. Você Não Sabe Amar - Hoje eu só penso em você Amanhã não sei se vou pensar Hoje eu só gosto de você Amanhã não sei se vou gostar Você me fez Assim pensar Já não sei mais Acreditar Quando era louco p
  161. 161. Vou Embora - Adeus amor Eu já vou embora Sinto saudades Mas tenho que ir agora Adeus amor Eu voltarei Saudades tuas Sempre terei Do meu amor Que um dia me amou E por causa de outro Ela
  162. 162. Zumba Na Caneca - Oh meu bem aparte aparte - oioai O queixo tinto do branco - oioai Tambem eu fui apartada - oioai Dum amor que queria tanto. Ora zumba na caneca Ora na caneca zumba O diabo da caneca

Conte para seus amigos as músicas que você curte

FECHAR

Playlist atualizada com sucesso!

Os programas existentes nesta playlist não podem ser salvos.

Apagar Todas
Comunicar erro

Sua senha é secreta. Nenhum funcionário do UOL está autorizado a solicitá-la.

© 1996-2013 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Hospedagem: UOL Host