Letras / letra A / Acadêmicos De Santa Cruz

  1. 1. A Rota Dos Mercadores - Carnaval 1994 - Oh, que maravilha ! Retrato de uma era milenar (milenar) Foi o homem aventureiro Barganhando pelo mundo Desenhou seu caminhar (ô seu caminhar) Da Fenícia trouxe o brilho Mercadores andarilhos E nesse
  2. 2. Abraham Medina Em Noite De Gala - Carnaval 1999 - Amor! Tá chegando a hora! Chama a vizinha que o show vai começar! Vai ligando a TV e arraste o sofá que eu quero sambar É "noite de gala"! Santa Cruz vai desfilar!!! Eu vim de lá pra cá! O Rio eu fiz
  3. 3. Acima Da Coroa De Um Rei, Só Deus - Carnaval 1984 - Já é zera hora Um novo dia se inicia Ô laro Exu, axé para seus filhos de fé Hoje o meu terreiro é na avenida No asfalto vou armar o meu congá Com danças, fetiches e magias Que o meu povo contagia E l
  4. 4. Amazonas, Verde Que Te Quero Verde - Carnaval 1981 - Delira o povo Neste feito colossal Defendendo a ecologia Nós brincamos Carnaval É lindo as seringueiras contemplar No rio-mar a tartaruga é atração O índio, sua crença é tradição É fascinante a fa
  5. 5. Braguinha, Carnaval De Sonho - Meu Rio amanheceu cantando Sonhei, sonhei, sonhei E num mar de fantasias mergulhei Copacabana, oh linda lourinha As pastorinhas, o pirata da perna de pau Vai com jeito Chiquinha Bacana As touradas
  6. 6. Brasil Do Extrativismo À Reciclagem 500 Anos De Riquezas - Carnaval 2000 - Canta meu gigante e encanta Sua flora e sua fauna me seduzem É lindo deslumbrar tanta beleza Nas terras de Santa Cruz O índio desfrutou com sapiência Das nossas riquezas naturais Do chão que o african
  7. 7. Como Se Bebe Nesta Terra...! - Carnaval 1988 - Navegando: com destino às Índias ia Cabral Deitando e rolando no vinho do Porto Terra vista, uma voz se ouviu Foi um gajo de porre que a descobriu De mata a dentro bandeirante pé inchado Na aldeia, í
  8. 8. Da Abertura Dos Portos À Cidade Do Porto, Itaguaí - Uma História Real - Carnaval 2008 - Singrou no mar em tormentas Numa epopéia magistral Buscando um porto seguro para a Família Real Pisa em terras brasileiras Os portos se abrem às nações estrangeiras E no Rio de Janeiro Dom João trouxe
  9. 9. De Quatro Em Quatro Eu Chego Lá - Carnaval 1992 - Vem de lá Da pré-história esse 4 milenar Água, fogo, terra e ar De 4 em 4 chego lá Engatinhou no Egito Trazendo esfinge Para o nosso Carnaval Lá vou eu Sou menino no destino Desse caminhar O mundo tá
  10. 10. Deuses E Costumes Nas Terras De Santa Cruz - Carnaval 1995 - Lá vou eu... Nas asas da imaginação Sou negro sim... quero cantar ! Eu vou abrir meu coração Os negros africanos aqui chegaram Iludidos e vendidos como escravos A saudade fazia lembrar Seus deuses e c
  11. 11. Do Universo Teatral À Ribalta Do Carnaval - Carnaval 2003 - Vem contracenar Mesclar verdade e fantasia Esta cultura milenar Que vem dos deuses Traz um mundo de magia Anjos do bem e do mal Na era medieval, que sedução! Estrelas de luz O artista traduz emoção T
  12. 12. E Você O Que É Que Dá? - Carnaval 1986 - Eta terra boa é o meu Brasil (porque) Tudo que se planta dá São Paulo dá um gostoso café Pra gente saborear (mais que legal) E na terra do Tancredo Eu bebo sem medo o leite que tem lá É no Rio de Jane
  13. 13. Ibrahim, De Leve Eu Chego Lá - Carnaval 1985 - Hoje eu quero é cantar, ô ô Laiaiá lalaiá, ô ô (bis) Deixe amor, meu amor A minha alegria te contagiar Pode me chamar de cafajeste, oi Eu sou e quem não é? (e quem não é?) (bis) Gente fina é outra
  14. 14. Liberdade, Igualdade E Fraternidade - Um Sonho Chamado França - Carnaval 2006 - Mergulhei na história Luta por vitórias marcam a existência do país Da revolução nasce o progresso Aí o povo vive mais feliz Cante a liberdade, a fraternidade, igualdade Esse lema é imortal França dos
  15. 15. Mário Lago ? Na Rolança Do Tempo, Uma Vida De Histórias - Carnaval 2001 - Brilhou no cenário do samba A estrela de um bamba Que hoje é o meu cantar Mário Lago é poesia Que a academia vem mostrar Ao som do batuque cresceu No foco da boêmia Fez da bola uma paixão Tricolor de
  16. 16. Não Se Vive Sem Bandeira - Carnaval 1997 - Santa Cruz vem desfilar e levantar sua bandeira Abre o manto da ilusão, da emoção tão brasileira Meu samba é azul e belo, verde-amarelo, "branco-redentor"! A ordem é do Rei, o progresso da folia! Cant
  17. 17. Nas Paginas Do Brasil, Santa Cruz Escreveu Sua História - Carnaval 2004 - Vamos viajar E retratar em poesia As origens deste chão Fascinação, pura magia Depois da colonização Foi fincado neste solo Um símbolo de paz Era a Santa Cruz, abençoada, imortal Patrimônio cultural
  18. 18. O Boca Do Inferno - Carnaval 1991 - Floresceu seu ideal lá na Bahia Onde o poder da fidalguia Sufocava o meu Brasil pela raiz Surgiu no seio da sociedade Lutando pela igualdade Contra o preconceito social Um jovem inteligente De versos
  19. 19. O Exagerado Cazuza Nas Terras De Santa Cruz - Carnaval 1998 - Clareou! Uma estrela vem surgindo! O poeta está sorrindo e pede bis Pro dia nascer feliz Viajando... no sonho de fantasias Anjos do bem e mal querer, Beijos e fadas no amanhecer Poeta do amor te cham
  20. 20. "o Tempo Que O Tempo Tem" - Carnaval 2007 - Quanto tempo o tempo tem? Perguntas trazem meus versos Nem a ciência conseguiu nos explicar Nas mãos divinas as origens do universo Há mais de 15 mil anos a humanidade busca respostas Nascer e pôr-do-
  21. 21. Os Heróis Da Resistência (gip Gip, Nheco Nheco) - Carnaval 1990 - Oh! Divina luz que nos conduz Com bom humor e irreverência Hoje ninguém vai nos "gripar" Somos os heróis da resistência Vamos "pasquinar", recordar Sorrir sem censura Botar a boca no mundo, buscar bem
  22. 22. Papel - Das Origens À Folia - História, Arte E Magia - Carnaval 2002 - Folheando a história Do papel me apaixonei Das origens a folia Com sua arte e magia Delirei... Lá pras bandas do Egito O papiro então surgiu No Oriente e no Ocidente Este sonho seduziu..... No papel
  23. 23. Quem Espera Só Se Cansa - Carnaval 1987 - O índio já não é o dono da terra Tá na boca de espera De um dia melhorar Negro! Tua luta ainda é negra Assim como o lavrador Que semeia sem lucrar Oh Deus!! (valei-me Deus) Mande chuva pro nordeste A
  24. 24. Quo Vadis, Meu Negro De Ouro - Carnaval 1993 - Nasci em remotas eras No ventre da terra Energia que a natureza recriou Importante parte da história Que a mão do homem esculturou Sete irmãs ambiciosas Tentaram me ocultar Suas garras poderosas Só qu
  25. 25. Ribalta, Sonho, Luz E Ilusão - Carnaval 1996 - Viajando pelo mundo Buscando a minha felicidade Fiquei fascinado pela arte Pois vi show em toda parte Nos palcos de grandiosas cidades Das touradas em Madri Aos cassinos de Las Vegas Tudo era sedução
  26. 26. Rio - Conquistas E Glórias De Uma Cidade De Histórias - Carnaval 2005 - Hoje viajei na poesia Quanta magia vamos juntos descobrir Rio de conquistas e de glórias Vou contar suas histórias Nesse eterno patropi Logo após o descobrimento Aventureiros de além-mar Chegaram ness
  27. 27. Stanislaw, Uma História Sem Final - Carnaval 1989 - Exaltando a passarela A Santa Cruz vem homenagear Sérgio Porto E suas obras imortais vamos cantar É a saudade que ficou em seu lugar Nasceu em Copacabana Conheceu lindas mulheres Todas elas conqui
  28. 28. Uma Andorinha Só Não Faz Verão - Carnaval 1983 - Falo da raça índia brasileira Pioneira deste imenso torrão Seu grito e seu choro ecoam no ar Como pode uma andorinha só veranear (bis) Tupã, oh deus Tupã Reúna o seu povo no pico da serra Desenterr
x

Conte para seus amigos as músicas que você curte

FECHAR

Playlist atualizada com sucesso!

Os programas existentes nesta playlist não podem ser salvos.

Apagar Todas
Comunicar erro

Sua senha é secreta. Nenhum funcionário do UOL está autorizado a solicitá-la.

© 1996-2013 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Hospedagem: UOL Host